You are here

Napo — segurança com um sorriso

Napo — safety with a smile

O Napo, protagonista de uma série de filmes de animação, apresenta temas no domínio da segurança e saúde no trabalho (SST) e da prevenção dos riscos, de uma forma ligeira e que estimula o debate.

Napo representa um funcionário de qualquer indústria ou setor de atividade. Encontra-se, muitas vezes, exposto a perigos comuns e situações de risco no local de trabalho. No entanto, participa ativamente na identificação de riscos e fornece soluções concretas.

Napo tornou-se hoje o principal embaixador das Campanhas «Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis» da EU-OSHA, sendo que muitos dos seus filmes estão relacionados com essas campanhas ou servem de apoio às mesmas. Aparece também em pessoa em grandes eventos de campanha.

Os filmes do Napo

O Napo protagoniza, ao lado dos seus colegas, uma série de filmes sem recurso a palavras, que permitem a pessoas das mais variadas origens, culturas e idades compreender e identificar-se com a personagem. Os filmes abordam uma ampla variedade de temas relacionados com a segurança e saúde, como por exemplo:

São lançados filmes novos à medida que são identificados outros temas. Os filmes são produzidos pelo Consórcio Napo, formado por um pequeno grupo de organizações europeias relacionadas com a SST e a UE-OSHA.

Napo para os professores

O Napo também ajuda a apresentar as questões da segurança e saúde às crianças do ensino primário. A EU-OSHA concebeu, com o apoio do Consórcio Napo, um conjunto de ferramentas didáticas em linha para professores sobre segurança e saúde no trabalho. Fornecem-se recursos didáticos que contêm:

  • As principais mensagens e objetivos educativos
  • Atividades sugeridas e recursos em linha
  • Exemplo de plano de aula de 45 minutos

Após o êxito do programa-piloto, estas lições estão a ser desenvolvidas e disseminadas em toda a Europa.

Consórcio Napo

O consórcio Filme Napo surgiu do Ano Europeu da Segurança e da Saúde 1992/3 e dos Festivais de Cinema Europeus organizados pela Comissão Europeia.

A Comissão apoiou os festivais de cinema, convicta de que era possível identificar e adaptar os melhores filmes a utilizar em toda a União Europeia. Isto viria a revelar-se difícil. Muitos filmes eram produzidos por empresas de produção comerciais não dispostas a renunciar aos seus direitos. As diferenças culturais fizeram com que as imagens, as narrativas e a «aparência e sensação» dificultassem a adaptação e a transferência de filmes através das fronteiras nacionais.

Na sequência do Festival de Cinema Europeu de Estrasburgo, em 1995, quatro profissionais de comunicação ativos da França, da Alemanha, da Suécia e do Reino Unido reuniram-se para debater formas de encomendar e produzir um filme destinado a ser utilizado em toda a Europa.

O Consórcio Napo é atualmente composto por oito membros - AUVA (Áustria); CIOP (Polónia); DGUV (Alemanha); EU-OSHA (Bilbau, Espanha); INAIL (Itália); INRS (França); SUVA (Suíça); e TNO (Países Baixos).