You are here

Reabilitação e regresso ao trabalho

A mão-de-obra europeia está a envelhecer, e a idade de reforma está a aumentar em numerosos Estados‑Membros, sendo provável que muitos trabalhadores venham a enfrentar vidas profissionais mais longas. Tal também significa que mais trabalhadores irão adoecer, pelo que a implementação de políticas de regresso ao trabalho eficazes desempenhará um papel importante na manutenção da sustentabilidade dos locais de trabalho.

O regresso ao trabalho após uma ausência de médio a longo prazo, por motivo de doença, é um processo complexo. Implica o cumprimento de várias etapas, bem como a ação combinada de profissões diferentes que não estão necessariamente habituadas a trabalhar em conjunto. Os sistemas de regresso ao trabalho devem centrar-se sobretudo no local de trabalho. Por conseguinte, a EU-OSHA encomendou trabalhos de investigação sobre políticas e sistemas de reabilitação e regresso ao trabalho, os quais coligem boas práticas registadas em toda a Europa.

Todos os anos, cerca de 1,6 milhões de pessoas em idade ativa são diagnosticadas com cancro, na Europa. Contudo, de acordo com os resultados de uma investigação apresentada num seminário da EU-OSHA sobre cancro relacionado com o trabalho, apesar de haver medidas aplicáveis em caso de lesões musculosqueléticas e de problemas de saúde relacionados com o stresse, existem menos medidas de reintegração e de regresso ao trabalho dirigidas a trabalhadores afetados pelo cancro, nomeadamente o cancro relacionado com o trabalho.

Há um número crescente de pessoas que sobrevivem ao cancro e regressam ao trabalho. É importante que sejam envidados esforços no sentido de facilitar a sua reabilitação, tanto para promover o bem-estar deste grupo vulnerável como para reduzir os impactos económicos e sociais correlacionados. A EU-OSHA debruçou-se sobre esta questão e publicou artigos sobre reabilitação e regresso ao trabalho, bem como recomendações dirigidas às empresas.

Reabilitação e regresso ao trabalho após o cancro: Revisão da literatura

Políticas e práticas no âmbito da reabilitação e do regresso ao trabalho após o cancro – abordagens atuais: trabalho desenvolvido durante o seminário

Nove estudos de casos no âmbito de programas de reabilitação/regresso ao trabalho