O modelo austríaco «Escola em Movimento»: qualidade da escola significa permitir às crianças viver a sua necessidade natural de exercício físico

Keywords:

Os jovens e os adolescentes têm de movimentar-se o suficiente para garantir um desenvolvimento ideal. A investigação demonstrou que a falta de movimento pode levar a problemas de comportamento e a lesões musculoesqueléticas (LME).

Este documento de reflexão analisa o modelo austríaco «Escola em Movimento», que se centra na importância de dar aos alunos oportunidades de se movimentarem enquanto estão na escola, para os ajudar a manter e melhorar o seu bem-estar. Este modelo foi desenvolvido para apoiar a promoção de uma boa saúde musculoesquelética entre as crianças e os jovens (através da atividade física) e contribuir para aumentar a sensibilização para a importância da mobilidade. O comportamento sedentário estabelecido na infância e na adolescência mantém-se frequentemente na idade adulta. A postura sentada prolongada durante o trabalho resulta frequentemente em problemas de saúde musculoesqueléticos, especialmente dores lombares e lesões no pescoço e nos ombros. Podem ser feitas várias adaptações no trabalho para prevenir as LME, mas a forma mais eficaz é começar cedo e promover um estilo de vida fisicamente mais ativo na infância.

Descarregar in: en

Publicações adicionais sobre este tópico