Resumo - Lesões musculoesqueléticas relacionadas com o trabalho: por que razão continuam a ser tão prevalentes? Evidências de uma análise da literatura
04/05/2020 Tipo: Relatórios 8 páginas

Resumo - Lesões musculoesqueléticas relacionadas com o trabalho: por que razão continuam a ser tão prevalentes? Evidências de uma análise da literatura

Keywords:Campaign 2020-2022, Perturbações músculo-esqueléticas, Policy Makers

Esta análise da literatura investiga as razões para a prevalência continuada das lesões musculosqueléticas (LME) nos trabalhadores em toda a UE. Apesar da legislação e das medidas de prevenção, os níveis de lesões musculoesqueléticas relacionadas com o trabalho continuam a ser elevados.

Os autores deste trabalho identificam os fatores que afetam a prevalência de LME na mão de obra, designadamente as novas formas de trabalho, a idade e o género, os comportamentos e convicções em matéria de saúde, os fatores psicossociais e as diferenças socioeconómicas. Concluem que são precisas novas abordagens para prevenir as lesões musculoesqueléticas e formulam recomendações.

Uma das recomendações é a adoção de uma abordagem mais holística na avaliação do risco que combine os riscos físicos e psicossociais que, tanto uns como outros, contribuem para o potencial aparecimento de lesões musculoesqueléticas nos trabalhadores.

Download in:EN

Publicações adicionais sobre este tópico