Destaques
20/11/2019

Riscos psicossociais e a posição sentada: fatores de risco frequentemente revelados no inquérito ESENER de 2019

photo: Aline Dassel via https://pixabay.com/

Ter de lidar com pessoas difíceis, movimentos repetitivos de braços e mãos e levantar e deslocar pessoas ou cargas pesadas são ainda frequentemente referidos pelas empresas como fatores de risco para a saúde dos trabalhadores em toda a Europa. Estas são as primeiras conclusões do terceiro Inquérito Europeu às Empresas sobre Riscos Novos e Emergentes (ESENER-3).

As conclusões de 2019 baseiam-se em entrevistas realizadas em mais de 45 000 empresas de todas as dimensões e setores em 33 países europeus.

Outras questões incluídas no inquérito de 2019 lançaram nova luz sobre os riscos emergentes em matéria de segurança e saúde no trabalho (SST): o impacto da digitalização, por exemplo, e a importância da posição sentada durante longos períodos que, segundo o ESENER-3, é agora o terceiro fator de risco mais comum referido pelas empresas europeias.

Uma comparação com os resultados do ESENER-2 de 2014 identifica as tendências a nível nacional e da UE, não só a nível de fatores de risco, mas também na gestão da SST e nos fatores impulsionadores e obstáculos associados. A participação dos trabalhadores na gestão dos riscos psicossociais, por exemplo, diminuiu em vários países, apesar de uma abordagem participativa ser considerada importante para lidar com estes riscos cada vez mais frequentes. Por outro lado, é encorajador o facto de a percentagem de estabelecimentos que efetuam avaliações de risco ter aumentado em alguns países.

Esta fonte única de dados é um instrumento inestimável, concebido para informar o desenvolvimento de novas políticas e ajudar os locais de trabalho a lidar de forma mais eficaz com a SST. Uma gama completa de publicações e uma nova ferramenta de visualização de dados sobre os resultados do inquérito estarão disponíveis a partir de 2020.

Consulte mais informações sobre os primeiros resultados do ESENER-3

Visite a nossa secção Web para obter mais informações sobre o ESENER